Page 78

A Defesa de Portugal 2015

78 2.5.8.4 APOIO AO DESENVOLVIMENTO E BEM-ESTAR A Marinha realiza um conjunto diversificado de missões e atividades que apoiam e contribuem para o desenvolvimento nacional e o bem-estar das populações. Em 2001 deu-se o colapso da ponte Hintze-Ribeiro, em Entre-os-Rios. A localização e recuperação das vítimas foram realizadas com recurso às capacidades técnicas e operacionais do Instituto Hidrográfico, dos mergulhadores da Marinha, dos Fuzileiros e da Autoridade Marítima Nacional. Em 2002 o navio petroleiro Prestige afundou-se ao largo da Galiza, provocando uma catástrofe ambiental devido ao derrame de milhares de toneladas de fuel-oil. Em Portugal, o acompanhamento desta catástrofe, a realização de previsão da deriva das manchas de poluição, a instalação preventiva de meios de combate à poluição e a elaboração de relatórios diários sobre a sua evolução, foram assegurados pelo Instituto Hidrográfico, pelos órgãos e serviços da Autoridade Marítima Nacional e pelo Comando Naval, tendo ainda havido colaboração da Força Aérea, com recurso a helicópteros e aeronaves de asa fixa, na recolha de amostras e localização de grandes manchas de poluição. Em 2010, chuvas torrenciais provocaram um aluvião na ilha da Madeira que transportou uma elevada quantidade de sedimentos pelas ribeiras, registando-se elevados danos e prejuízos em diversas infraestruturas locais. No apoio às populações foi empenhada uma fragata com helicóptero, uma força de fuzileiros e uma unidade de mergulhadores. A previsão das condições de agitação marítima são um produto de informação fundamental no apoio à segurança das atividades marítimas e da navegação em geral. Para tal, é fundamental poder contar com uma rede de observações do mar como, por exemplo, de boias que medem a altura das ondas, registadores da altura das marés e medidores


A Defesa de Portugal 2015
To see the actual publication please follow the link above