Page 170

A Defesa de Portugal 2015

170 A crise económico-financeira que se concentrou na Europa, em particular na Zona Euro, bem como as alterações no ambiente estratégico em que se insere o estado português, revelou a necessidade de encontrar novas soluções para os desafios estratégicos que o País enfrenta. Face a esta necessidade, foram criadas as linhas gerais com o intuito de se proceder a uma reforma estrutural, na Defesa Nacional e nas Forças Armadas, designada por “Defesa 2020”. Decorrente desta resolução e de acordo com os rácios de despesa na Defesa Nacional, foram definidas as seguintes metas até 2020, de forma a assegurar um funcionamento sustentável ao nível da estrutura orçamental: • Despesas com Pessoal – 60% • Despesas de Investimento (investigação, desenvolvimento e inovação) – 15% • Restantes Despesas (Operação e Manutenção) – 25% 4.1. EVOLUÇÃO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTAL DE DEFESA 4.1.1. OBJETIVOS GERAIS Nas grandes opções no âmbito da defesa nacional, destacam-se como ações consideradas prioritárias, as seguintes: • Contribuição para a segurança e desenvolvimento globais; • Concretização do processo de reestruturação do Ministério da Defesa Nacional (MDN) e das Forças Armadas.


A Defesa de Portugal 2015
To see the actual publication please follow the link above