Page 139

A Defesa de Portugal 2015

A DEFESA DE PORTUGAL 2015 / As Forças Armadas Portuguesas 139 SEGURANÇA HUMANA Materializada através de um sistema de C2 e de meios aéreos com capacidade e tripulações com preparação para assegurarem o auxílio às populações através da busca e salvamento, evacuação sanitária, transporte aéreo, cooperação com as forças de segurança, ANPC e organizações internacionais de segurança humana. No seguimento daquilo que vem sendo a atuação nas últimas duas décadas, os meios da Força Aérea têm participado em várias missões, desde operações independentes sob comando nacional, a operações conjuntas e combinadas sob controlo operacional internacional. Adicionalmente, desenvolvem-se outras missões de interesse público, nomeadamente evacuações a navios, transporte de órgãos para transplante, controlo de poluição ou o apoio no combate a incêndios e a atividades ilegais. Decorrente das responsabilidades de Portugal na zona geográfica das regiões de informação de voo (FIR) de Lisboa e Santa Maria, que abrangem uma parte significativa do Atlântico Norte, a Força Aérea efetua, anualmente, mais de 400 horas de voo em missões de busca e salvamento e várias dezenas de evacuação a navios. Ao nível das evacuações sanitárias, e principalmente de forma a garantir acesso aos cuidados de saúde necessários às populações das regiões insulares e aos militares das FND, são anualmente evacuados cerca de 400 doentes. A nível nacional, a Força Aérea garante a disponibilidade de meios aéreos para o transporte de urgência de sinistrados entre as regiões autónomas e o continente. OUTRAS ÁREAS DE MISSÃO A Força Aérea, como um ramo das Forças Armadas que opera meios tecnologicamente avançados, tem vindo a apostar na Investigação e Desenvolvimento (I&D), como forma de qualificar o seu pessoal e de se manter na vanguarda da evolução tecnológica.  A Academia da Força Aérea, por intermédio do seu Centro de Investigação, tem centrado as suas atividades no apoio à investigação relacionada com os cursos ministrados, bem como na qualificação de docentes, com ênfase particular nos Sistemas Autónomos Não Tripulados, através do Projeto de Investigação e Tecnologia em Veículos Aéreos Não-Tripulados (PITVANT). Estes sistemas apresentam, por um lado, desafios tecnológicos e académicos muito interessantes, e, por outro, uma aplicação operacional cada vez mais significativa. Com recurso a diversas fontes de financiamento, nomeadamente externo, o CIAFA tem levado a cabo vários projetos de I&D tendo sido projetadas, construídas e testadas em voo cerca de 14 plataformas, que no final de 2014 já somavam mais de 900 voos e 500 horas de voo. Os sistemas aéreos autónomos do CIAFA possuem capacidades que lhes permitiram ter sido testados em diversos exercícios, em missões de vigilância marítima e seguimento de alvos. A Força Aérea instalou um centro de testes de Veículos Aéreos Não Tripulados no CFMTFA, com condições de espaço e segurança para apoiar atividades semelhantes de outros operadores e investigadores militares ou civis. A Direção de Engenharia e Programas, do CLAFA, coordena com a AFA atividades de I&D, com o objetivo de conciliar o interesse dos trabalhos de investigação académica  com a atividade  técnico-operacional da Força Aérea. Existem também protocolos estabelecidos para desenvolver atividades de I&D procurando soluções técnicas para necessidades da área operacional, nomeadamente, relacionados com a aeronave C-295M. A Força Aérea, através da sua Inspeção-Geral, mantém uma preocupação constante na salvaguarda dos recursos materiais e humanos de que dispõe. Neste sentido possui uma estrutura orientada para a prevenção de acidentes que abrange todas as suas áreas de atividade. Para além das ações inspetivas e de prevenção nas áreas de Segurança de Voo, Segurança em Terra e Ambiente e Segurança de Armamento e Mísseis, efetua a investigação de acidentes e incidentes na Força Aérea, com o objetivo de identificar e corrigir as suas causas, propondo medidas que previnam a sua recorrência.


A Defesa de Portugal 2015
To see the actual publication please follow the link above