Page 129

A Defesa de Portugal 2015

A DEFESA DE PORTUGAL 2015 / As Forças Armadas Portuguesas 129 REVISTA MAIS ALTO Criada por iniciativa do Subsecretário de Estado da Aeronáutica, na época o Coronel Kaúlza de Arriaga, a Mais Alto iniciou o seu percurso editorial em abril de 1959 como “um jornal ao serviço da Aviação Portuguesa patrocinado pela Força Aérea Portuguesa”, sendo seu diretor e proprietário o Dr. Miguel Trigueiros. A partir da 20ª edição, de dezembro de 1960, o jornal tornou-se propriedade do Subsecretariado de Estado da Aeronáutica, passando a ter como diretores oficiais generais do mais jovem Ramo das Forças Armadas. Em janeiro de 1963, a publicação, que até então tinha dimensões idênticas às do “Diário Popular”, adotou o formato de revista. Após a edição nº 179, de março de 1974, a produção da Mais Alto foi interrompida até janeiro de 1978, altura em que foi para as bancas o nº 180. A revista surgiu com um novo formato e com a inclusão da designação “Revista da Força Aérea” na capa. Estes dois elementos foram mantidos até à atualidade, tal como foi mantida a sua missão de “divulgação do Poder Aeroespacial (...) e divulgação das atividades desenvolvidas pela Força Aérea a nível interno e externo”. 100 Anos da Aviação Militar As comemorações do Centenário da Aviação Militar, a decorrer no período de 2014 a 2016, divulgam e enaltecem o esforço, dedicação e profissionalismo dos homens e mulheres do Exército, Marinha e Força Aérea que, ao longo de cem anos, cumpriram a sua missão com eficácia e rigor nos céus de Portugal e de todo o mundo, alguns com o sacrifício da própria vida! Militar de Sintra – Granja do Marquês – e conta com umas instalações renovadas de 8.000 m2 e uma exposição dividida com oito zonas: loja, hangar principal, sala dos Transportes Aéreos Portugueses (TAP), sala Aeroportos e Navegação Aérea (ANA), hangares históricos e sala dos pioneiros. O Museu do Ar conta ainda com os núcleos museológicos de Alverca e Ovar. O Museu do Ar, na sua tradição da preservação de aeronaves históricas da Força Aérea, mantém a voar a aeronave Dornier DO 27. ARQUIVO HISTÓRICO DA FORÇA AÉREA O Arquivo Histórico tem uma importante função na preservação, conservação e divulgação do património histórico-cultural, na forma documental, permitindo a realização de investigações e a preservação das memórias e do legado da Força Aérea Portuguesa e da aeronáutica militar nacional. Anualmente, são processados mais de 100.000 documentos, com um total de 1,3 km lineares de material documental. BANDA DE MÚSICA DA FORÇA AÉREA A Banda de Música da Força Aérea tem vindo a cumprir a sua missão com assinalável êxito, participando primariamente nas cerimónias de carácter militar, em festivais internacionais de música militar e em concertos por todo o País e no estrangeiro. Em média, anualmente, a Banda de Música apoia 120 cerimónias militares e realiza 30 concertos. Em todas as suas atuações, a Banda de Música tem desempenhado um prestimoso contributo para a dignificação do cerimonial militar e para a divulgação da imagem da Força Aérea.


A Defesa de Portugal 2015
To see the actual publication please follow the link above