Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Lançamento da Associação do Turismo Militar Português  
 
 
O ministro da Defesa Nacional presidiu à apresentação da Associação de Turismo Militar Português, que ocorreu no Porto.
 

 

 

A Associação de Turismo Militar Português, que tem como objectivo desenvolver o Turismo Militar e promover a divulgação do património histórico e militar de Portugal, incluindo a realização de eventos neste âmbito, foi esta semana apresentada publicamente no Porto.

Na cerimónia de apresentação o ministro da Defesa Nacional assumiu que o novo projeto - a Associação de Turismo Militar Português - seria uma fonte de "receita acrescida" e que os conteúdos deveriam reforçar o "orgulho de ser português".

"O grande desafio que esta associação tem, e que é um 'bypass' (passagem) entre um passado e um futuro”, “ligando e interligando a lógica patrimonial a conteúdos que reforcem esse orgulho de ser português", declarou José Pedro Aguiar-Branco, assumindo estar emocionado por terminar o mandato "com chave de ouro" no Porto e com a apresentação de um projeto sobre Turismo Militar.

Para o titular da pasta da Defesa Nacional, a Associação de Turismo Militar Português tem o desafio de chegar a vários públicos-alvo e de dar informação de forma rápida e adequada através das novas tecnologias e reforçando o conhecimento da história de Portugal.

A aplicação turismomilitar.pt está disponível na Internet em cinco línguas, com dois roteiros militares, designadamente a linha de defesa do Alentejo, estando um terceiro roteiro, sobre os Descobrimentos, a ser trabalhado, explicou aos jornalistas Álvaro Covões, presidente da nova Associação de Turismo Militar Português.

Álvaro Covões defendeu a necessidade de criar conteúdos que valorizem o destino de Portugal e acredita que o novo projeto é uma "grande oportunidade de criar o 'storytelling' (narração de histórias), como muitos países têm", para dar a conhecer aos visitantes a história militar e os heróis portugueses do passado.

Sem querer levantar o véu totalmente, até porque ainda vão ser definidos quais os heróis portugueses que vão saltar dos livros de história para as aplicações e filmes publicitários, Álvaro Covões assegurou que Vasco da Gama, Gago Coutinho ou o soldado/capitão Dinis de Melo e Castro fazem parte da lista.

"Temos a obrigação de criar conteúdos para que as pessoas experimentem o país não só pela sua gastronomia, pela simpatia do seu povo, pela beleza da sua natureza e dos seus monumentos, mas também pela sua história", acrescentou o empresário e presidente da Associação agora criada.

Durante a cerimónia foi ainda assinado um protocolo de cooperação entre a Direção-geral de Recursos da Defesa Nacional e a Associação de Turismo Militar Português. Este protocolo é referente a unidades militares, museus militares, campos de batalha, espólio documental, necrópoles, monumentos e outro património edificado sob a tutela do Ministério da Defesa Nacional

O Diretor-geral de Recursos da Defesa Nacional, Alberto Coelho, na sua intervenção abordou a oportunidade que se abre com a celebração deste protocolo em que as “iniciativas e ações a implementar”, que devem inserir-se numa “estratégia de oferta turística de âmbito nacional”, que contemple a vertente relevante dos contributos que os “produtos do turismo militar poderão apresentar”.

Esta Associação conta com a participação, enquanto associados fundadores, da Associação Nacional do Turismo, do Instituto Politécnico de Tomar, da Universidade Portucalense, da Fundação Aljubarrota e da Direção-geral de Recursos de Defesa Nacional.

 

Atualizado em: 26-08-2015 14:23 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer