Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Conselho Diretivo do IASFA toma posse  
 
 
Decorreu, hoje, no Ministério da Defesa Nacional, em Lisboa, a cerimónia de tomada de posse do Conselho Diretivo do IASFA.
 

A cerimónia foi presidida pela Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional, Berta Cabral, e nela foram empossados, como Presidente, o Tenente-General Francisco António Fialho da Rosa e, como Vogal, Rita Alexandra Leitão Lages Cristóvão Coelho.

Durante a sua intervenção, a Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional, Berta Cabral, manifestou o seu apreço pelo trabalho do anterior Conselho Diretivo e felicitou a nova Direção, acrescentado que deposita nela “fundadas esperanças” que “advêm” da sua “experiência, competência e renovada vontade de servirem os militares e as suas famílias”.

Depois de saudar todos os colaboradores do IASFA, Berta Cabral relembrou que este organismo “é uma instituição emblemática para a Família Militar, que tem na ação social complementar a sua razão de ser prioritária, complementada com a importante tarefa de gerir o sistema de Assistência na Doença aos Militares”.

A Secretária de Estado referiu também que a sua atividade deve primar pelos “princípios da solidariedade, equidade, igualdade, diferenciação positiva, coesão intergeracional e responsabilidade pública".

Destacando a importância da criação de sinergias “com outras entidades”, Berta Cabral afirmou que “é crucial que se procurem economias de escala e a otimização dos recursos” entre as mesmas, para que “cada uma delas possa exercer racionalmente e cabalmente a sua missão”.

A Secretária de Estado deu como exemplo os protocolos já assinados “entre o IASFA, a Cruz Vermelha Portuguesa e a Liga dos Combatentes” que visam “alargar a cooperação” para “garantir a proximidade, a eficácia, a modernidade e a adequada gestão de recursos”.

Berta Cabral referiu ainda, durante a sua intervenção, que o novo Conselho Diretivo “deverá apresentar um plano de ação que contemple as respetivas linhas de atuação e dê sequência a esta via cooperativa, ampliando as suas potencialidades e alargando as suas áreas de intervenção conjunta”.

“São muitas e complexas as tarefas que vos esperam e grandes os desafios a vencer” e “estou certa que estão à altura desses desafios e que são possuidores de atributos pessoas e competências profissionais que vos permitirão cumprir cabalmente as funções que hoje vos são confiadas”, afirmou ainda.

Atualizado em: 17-03-2015 14:19 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer