Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Praias nacionais mais seguras e acessíveis até 2015 
 
 
Aguiar-Branco e Assunção Cristas estiveram presentes na assinatura do protocolo de renovação do programa Praia Saudável.
 

O programa Praia Saudável, agora renovado, visa dotar as praias portuguesas com mais recursos ao nível da segurança e das acessibilidades. O protocolo, que permanecerá em vigor até 2015, foi assinado no Museu de Marinha, em Belém, e contou com a presença da Ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, e do Ministro da Defesa Nacional.

José Pedro Aguiar-Branco destacou o efeito que este acordo tem na economia nacional, ao considerar que "pode projectar a nível interno o nosso turismo de uma forma mais reforçada, como também a nível externo pode ser um projeto que pode ser exportado para outros países." Por seu lado, a Segurança, a Acessibilidade, o Ambiente e a Sensibilização foram as vertentes sublinhadas por Assunção Cristas, que fez também questão de lembrar que o programa já decorre desde 2005 e que, após 2015, poderá voltar a ser renovado.

O programa Praia Saudável é desenvolvido pela Fundação Vodafone Portugal, Autoridade Marítima Nacional - Instituto de Socorros a Náufragos, Instituto da Água, Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade, Associação Bandeira Azul da Europa e Instituto Nacional para a Reabilitação.

O investimento realizado até agora - na ordem dos 8 milhões de euros – resultou na aquisição de equipamentos (tais como motos de salvamento marítimo, macas flutuantes ou torres de vigia), na criação de condições de acesso a quem tem necessidades especiais e na implementação de uma rede de comunicações com vista a agilizar os meios de salvamento.

Segundo avançou o presidente da Fundação Vodafone Portugal, António Carrapatoso, foram realizados até agora mais de 500 salvamentos graças à utilização destes meios.

VIDEO

 

Atualizado em: 08-05-2013 10:01 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer