Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Portugal e Angola reforçam relações no domínio da Defesa 
 
Imagem da reunião bilateral entre Portugal e Angola 
O ministro da Defesa Nacional encontra-se em visita oficial a Angola a convite do seu homólogo.

De acordo com José Pedro Aguiar-Branco, que falava ontem de manhã na cerimónia de boas-vindas, Portugal e Angola têm vindo a desenvolver ao longo dos últimos anos um forte relacionamento bilateral na área da defesa. Acrescentando que essa forte relação tem tradição num programa quadro que tem englobado uma série de projetos nas mais diversas áreas, permitindo assim uma proximidade muito forte entre as forças armadas dos dois países.

"Portugal e Angola há 19 anos assinaram um acordo no domínio da defesa, este, embora alicerçado na cooperação técnico-militar, também tem uma finalidade mais alargada no relacionamento entre a defesa que permite assim desenvolver um conjunto de ações mais abrangentes", sublinhou o responsável pela pasta da Defesa Nacional.

Ainda durante a manhã de ontem, realizou-se a reunião bilateral onde foi analisado e revisto o estado de implementação do Acordo de Cooperação Técnico-Militar entre os dois países. No final deste encontro, os dois governantes assinaram um protocolo no domínio do Ensino e da Formação Militar tendo também sido acordado uma estratégia de cooperação na área das indústrias de defesa.

Em declarações à imprensa o ministro da Defesa Nacional garantiu que os acordos assinados permitirão "intensificar" a formação portuguesa a militares angolanos, em institutos nacionais ou de Angola.

"É um encontro que mais uma vez atesta e testemunha a excelência da relação dos nossos países no âmbito e no sector da Defesa Nacional. (...) Tenho a certeza que continuarão a existir estes encontros bilaterais no âmbito da Defesa Nacional e da excelência da cooperação que ela representa", concluiu José Pedro Aguiar-Branco.

Já o ministro da Defesa Nacional angolano, João Lourenço reconheceu que as relações entre os dois países "são boas" e que "muito em particular Angola tem beneficiado" na área da formação de quadros, nomeadamente nas Ciências Médicas e da Marinha.

"Nesta ocasião aproveitamos a oportunidade para reafirmar a necessidade não só de continuação dessa mesma cooperação, mas dentro do possível o seu reforço", referiu João Lourenço, assumindo o objetivo de "elevar o nível de cooperação".

"A formação do homem revela-se de extrema importância e no quadro das nossas relações contamos com Portugal", concluiu o ministro da Defesa angolano.

Desde 1990 e até ao final deste ano, cerca de 950 militares angolanos terão sido formados por portugueses.

José Pedro Aguiar-Branco está acompanhado, nesta visita oficial, pela idD Portugal e por uma delegação de dez empresas portuguesas de indústrias de Defesa Nacionais.

Atualizado em: 02-06-2015 14:19 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer