Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
NPO Figueira da Foz inicia primeira comissão nos Açores 
 
 
Berta Cabral destaca "modernidade, robustez e tecnologia" do Navio Patrulha Oceânico (NPO) de concepção e construção portuguesas, que "tem despertado interesse de outras marinhas".
 

A Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional esteve, esta terça-feira, na chegada a Ponta Delgada do Navio da República Portuguesa (NRP) Figueira da Foz para uma primeira comissão de serviço na Zona Marítima dos Açores.

"A Marinha tem disponibilizado sempre navios com todas as condições para cumprirem a sua missão nos Açores”, sublinhou Berta Cabral, elogiando as características do NRP Figueira da Foz, “um navio moderno, de alta tecnologia, robusto para os nossos mares” e que “tem despertado muito interesse noutros países e noutras marinhas”.

Há um ano ao serviço da Marinha Portuguesa, o NRP Figueira da Foz tem Berta Cabral como madrinha e foi idealizado como navio “não combatente”, com missão prioritária de exercer a autoridade do Estado no mar e realizar tarefas de interesse público, nomeadamente ações de fiscalização, proteção e controlo das atividades económicas, científicas e culturais ligadas ao mar, e também ações de proteção dos recursos naturais e defesa do ambiente, através da prevenção e combate à poluição marinha.

O NRP Figueira da Foz, que tem uma guarnição de 43 elementos (4 mulheres, incluindo o Imediato), com uma média de idades de 33 anos, comandada pelo Capitão-Tenente Coelho Dias e uma autonomia de 9 mil milhas (o equivalente a ir e vir a Angola duas vezes) e 31 dias sem reabastecer. Integra a estrutura de busca e salvamento marítimo que cobre praticamente metade do Atlântico Norte e está apto a colaborar com a proteção civil e autoridades civis em situações de auxílio à população, em caso de catástrofe, calamidade ou acidente.

Na recepção ao NRP Figueira da Foz estiveram presentes o Comandante Naval, Vice-Almirante Pereira da Cunha, o Comandante Operacional dos Açores, Tenente-General Mourato Caldeira, o Comandante da Zona Marítima dos Açores, Contra-Almirante Coelho Cândido, além de outras entidades civis e militares.

Atualizado em: 10-12-2014 14:53 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer