Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
O Instituto Hidrográfico é uma “peça muito positiva” na capacidade exportadora do País 
 
 
José Pedro Aguiar-Branco presidiu à inauguração do Centro de Instrumentação Marítima e atribuiu a Medalha de Defesa Nacional, ao Diretor-geral do Instituto Hidrográfico.
 

O ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, afirmou que o Instituto Hidrográfico (IH) é “uma peça muito positiva” na capacidade exportadora do País, contribuindo assim para a “internacionalização da economia portuguesa”.

“O IH é recorrentemente referido nas minhas ações internacionais como um polo de excelência da capacidade portuguesa e do contributo que pode dar a outros países”, afirmou José Pedro Aguiar-Branco, considerando que “é indiscutível que estamos perante um ativo que acrescenta valor” e que contribui para a concretização Conceito Estratégico de Defesa Nacional.

O ministro da Defesa Nacional falava na inauguração do Centro de Instrumentação Marítima (CIM), que decorreu na Base Hidrográfica da Azinheira, no Seixal, onde destacou o “trabalho de complementaridade” entre os poderes “local e central”, tornando possível o seu desenvolvimento.

O Chefe de Estado-Maior da Armada, Macieira Fragoso, afirmou, por sua vez, que o CIM “é mais uma demonstração de que a Marinha consegue utilizar racional e eficazmente os recursos colocados à sua disposição” e que a Base Hidrográfica da Azinheira “tem constituído, desde 1993, um pólo de desenvolvimento das atividades do IH, nomeadamente, no que se refere à sua componente mais operacional”.

O CIM, agora inaugurado situado na Base Hidrográfica da Azinheira, visa prestar “o adequado apoio técnico e tecnológico” ao IH, no que diz respeito à “calibração, manutenção, desenvolvimento e treino de sistemas, equipamentos e instrumentos técnico-científicos, utilizados na observação do meio marítimo”.

A sua missão enquadra-se, conforme refere o Diretor-Geral do IH, Contra-Almirante António Silva Ribeiro, “na estratégia de conhecimento do meio marinho, prosseguida pelo Instituto há mais de uma década” e que visa “o desenvolvimento de capacidades de observação e previsão das dinâmicas do meio Marinho, produzindo informação convenientemente organizada numa adequada infraestrutura de Dados”.

Na mesma cerimónia José Pedro Aguiar-Branco impôs a Medalha de Defesa Nacional, de 1ª classe, ao Contra-Almirante António Silva Ribeiro, pelo significativo contributo para o prestigío e cumprimento da missão da Marinha e do Ministério da Defesa Nacional.

Atualizado em: 13-05-2014 13:01 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer