Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Iniciativa 5 + 5 Defesa reúne em Granada 
 
 
Foi assinado um acordo para o aperfeiçoamento da gestão de desastres e emergências e no apoio das Forças Armadas à Proteção Civil.
 

A "Iniciativa 5 + 5 Defesa" foi criada em 2004, após a assinatura de uma Declaração de Intenções pelos ministros da Defesa da Argélia, Espanha, França, Itália, Líbia, Malta, Mauritânia, Marrocos, Portugal e Tunísia para promover o conhecimento mútuo dos países membros, melhorar a compreensão e confiança entre eles e desenvolver a cooperação multilateral, a fim de desenvolver a segurança no Mediterrâneo ocidental.

Desde então, os membros, de forma rotativa, assumem a presidência da Iniciativa por um ano, tornando o país responsável pela organização de fóruns para o desenvolvimento do Plano de Ação anual proposto e da reunião ministerial, e pela indicação das principais diretrizes estratégicas para as seguintes atividades. Durante 2014, esta responsabilidade foi de Espanha.

O encontro, que se realizou nos dias 10 e 11 de dezembro, foi presidido pelo ministro Pedro Morenés e contou com a presença dos seus homólogos de Portugal, França, Itália, Líbia, Mauritânia, Marrocos e Tunísia, com exceção da Argélia e Malta, que se fizeram representar por delegações.

Durante as sessões de trabalho, os ministros manifestaram a sua satisfação com o nível de colaboração e os progressos alcançados, entre os quais o Centro Virtual para o tráfego marítimo, o Colégio de Defesa dos 5 + 5, o Euromagrebí e o Centro de Investigação de estudos estratégicos e o mecanismo de coordenação naval para desenvolver atividades de vigilância marítima.

Os ministros da Defesa da Iniciativa 5 + 5 reuniram-se no Palácio Carlos V, em Granada, onde assinaram uma declaração conjunta para promover a cooperação multilateral e converter o Mediterrâneo ocidental num fórum privilegiado de confiança e segurança.

Com a assinatura desta declaração conjunta, os ministros aprovaram o Plano de Ação para 2015 e concordaram em implementar um mecanismo de coordenação para a educação na gestão de desastres naturais e emergências, bem como os procedimentos de cuidados de saúde a dar à população afetada e para o desenvolvimento de um Centro de Coordenação e planeamento operacional para o apoio das Forças Armadas à Proteção Civil.

O ministro da Defesa espanhol destacou a oportunidade oferecida pela Iniciativa para aprofundar a cooperação em matéria de defesa cibernética, a segurança e os progressos no Mediterrâneo Ocidental no combate à imigração ilegal, ao crime organizado e ao terrorismo.

Após esta reunião, Espanha termina a presidência da Iniciativa para 2014 - que ocupou pela primeira vez, e que coincidiu com o décimo aniversário da sua criação - e passa o testemunho à Tunísia que ficará com esta responsabilidade durante o ano de 2015.

A última presidência de Portugal da Iniciativa 5 + 5 Defesa foi durante o ano de 2013.

Atualizado em: 11-12-2014 18:28 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer