Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Ministro da Defesa Nacional em entrevista à Antena1 
 
 
Abordando os temas da atualidade na Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco rejeita tratamentos de exceção nos eventuais cortes previstos das pensões.
 

À primeira pergunta lançada pelo jornalista da Antena 1, sobre se os militares reformados vão ter cortes nas pensões, o Ministro da Defesa Nacional foi claro, ao afirmar que “a situação que se vier a aplicar na generalidade a todos os portugueses, é aplicada de uma forma transversal a todos os portugueses”.

José Pedro Aguiar-Branco abordou vários outros temas nesta entrevista, entre os quais o aumento da idade de reforma para os militares. A este respeito, o Ministro da Defesa Nacional declarou que “alteração da idade terá de ser avaliada no sentido de verificar se ela conduz ou não a uma efectiva contenção de despesa”. Também sobre as diferenças remunerativas entre o militar na reserva e aquele que está no ativo, Aguiar-Branco preconiza mudanças, tendo em conta que “a situação hoje é completamente diferente da que era no passado, logo justifica que se revisite o regime para encontrarmos os critérios de justiça que hoje estão distorcidos.”

Relativamente à criação de uma escola para pilotos de caças em Beja, José Pedro Aguiar-Branco está optimista quanto ao desfecho das negociações com o Canadá. Bem encaminhadas estão também as negociações com a Roménia para a venda de 12 caças F-16, apontando para Junho a conclusão do negócio.

Sobre a participação da Força Aérea no combate aos incêndios florestais, o governante referiu que já existe uma participação efetiva, deixando no entanto em aberto a possibilidade de haver “um reforço da sua capacidade de intervenção”.

 

ENTREVISTA

 

Atualizado em: 14-05-2013 08:14 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer