Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
O País agradece “a capacidade criativa da Marinha” 
 
 
José Pedro Aguiar-Branco presidiu, esta manhã, à Cerimónia Militar comemorativa do Dia da Marinha, que decorreu na Baía de Cascais.
 

“O País agradece a capacidade criativa, de inovação, de rigor e de antecipação que fazem da Marinha um referencial de prestígio, para a inteligência portuguesa”, afirmou o ministro da Defesa Nacional, durante a sua intervenção na cerimónia militar que assinalou o Dia da Marinha.

José Pedro Aguiar-Branco referiu que este Ramo das Forças Armadas tem sido um exemplo “de visão do que está para lá do limite curto do horizonte”, não obstante os constrangimentos financeiros dos últimos três anos.

Para o ministro da Defesa Nacional, a Marinha detém “a riqueza da sua experiencia, a eficácia dos seus meios, a competência e o querer dos seus recursos humanos” e que não pode ser ignorada na definição de uma Estratégia Nacional para o Mar.

Referindo-se ao fim recente do programa de ajustamento “a que o País esteve sujeito nos últimos três anos”, José Pedro Aguiar-Branco considera que a Reforma Defesa 2020, aprovada pelo Conselho de Ministros em 2013, impõe-se a qualquer discussão sobre o período pós-troika e que prevê também os orçamentos da Defesa Nacional até 2018.

“Sem surpresas, expectativas ou desilusões ficamos a saber qual o valor que temos disponível para o investimento em 2020”, frisou o titular da pasta da Defesa Nacional, acrescentando que apesar de não se conseguir “todo o reequipamento desejado” ou “aceder a todos os pedidos orçamentais”, este planeamento permite responder em conformidade “ao nível de ambição fixado para as Forças Armadas”.

Também o Chefe de Estado-Maior da Armada, Almirante Macieira Fragoso, destacou a importância da Reforma Defesa 2020 que “ao redimensionar o efectivo das Forças Armadas, pretende melhorar os rácios de despesa entre as componentes de pessoal, de operação e manutenção” num compromisso estável para a Defesa Nacional.

O Chefe de Estado-Maior da Armada exortou ainda os militares e civis da Marinha “a manter a coesão” e a “defender os valores” que a caracterizam, assegurando que “A Marinha continue a defender os interesses de Portugal e do Mar”.

Durante a cerimónia José Pedro Aguiar-Branco condecorou o Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, com a Medalha de Defesa Nacional, de 1ª classe.

DISCURSO DO MINISTRO DA DEFESA NACIONAL

Atualizado em: 18-05-2014 19:12 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer