Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Aguiar-Branco destaca participação da Polícia Marítima na Frontex 
 
 
A Polícia Marítima portuguesa integrou, pela primeira vez, a Operação Frontex - Poseidon Sea, numa missão de patrulhamento das fronteiras europeias, no Mar Egeu.
 

A Polícia Marítima portuguesa resgatou, durante o mês de abril, 57 imigrantes clandestinos, na sua maioria cidadãos sírios, durante uma operação de vigilância e patrulhamento das fronteiras marítimas europeias, nas águas territoriais gregas. Uma opreação realizada pela primeira vez pela Policia Marítima.

Durante o briefing sobre a participação da Polícia Marítima na Operação Frontex – Poseidon Sea, que decorreu na Capitania do Porto de Lisboa, José Pedro Aguiar-Branco referiu que é importante dar “visibilidade a estas competências” da Polícia Marítima e que se inserem na vigilância “das fronteiras da União Europeia”.

Para o ministro da Defesa Nacional, a participação de Portugal “em missões compostas por vários países” assume aqui um “papel de grande relevo” e que tem sido “várias vezes reconhecido”.

A Operação Frontex – Poseidon Sea, teve como objetivo cooperar, com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, no controlo e vigilância das fronteiras gregas.

Envolveu uma embarcação cabinada e equipada com câmara de visão noturna e uma equipa preparada para operação de seis horas diárias, durante trinta dias. A equipa foi composta por um oficial de ligação, instalado no International Coordination Center, seis agentes, para operar a embarcação e um técnico de manutenção.

Vídeo sobre a apresentação da Operação Frontex - Poseidon Sea

Atualizado em: 14-05-2014 18:00 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer