Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Portugal pode figurar “no primeiro ranking de novas tecnologias”  
 
 
Decorre, pela primeira vez em Lisboa, o AIR DAYS 2014 que recebe mais de 250 participantes, provenientes de 20 países.
 

O ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, afirmou que Portugal pode, “por via das indústrias” afetas ao sector da Defesa Nacional, entrar “num primeiro ranking de novas tecnologias” e dos “mercados altamente competitivos”.

José Pedro Aguiar-Branco falava na sessão de abertura do AIR DAYS 2014, que decorreu no Instituto de Estudos Superiores Militares (IESM), em Lisboa, um evento destinado a consolidar e desenvolver o sector e potenciar o crescimento económico além de aumentar a rede contactos entre a indústria e os centros de investigação interessados em desenvolver projetos partilhados no âmbito do programa Horizonte 2020.

Para o ministro da Defesa Nacional, a realização deste evento, pela primeira vez, em Portugal, é um sinal de que o País tem capacidade para se projetar no exterior através da sua Base Tecnológica e Industrial de Defesa (BTID), coordenada pelo Ministério da Defesa Nacional (MDN).

“Temos várias empresas na área da tecnologia de ponta e também da aeronáutica, que se têm firmado em projetos de parcerias internacionais e que nós desejamos ainda desenvolver mais”, frisou Aguiar-Branco, acrescentando que algumas delas já estão a desenvolver “projetos comuns com as Forças Armadas portuguesas”.

Durante a sua intervenção, o ministro da Defesa Nacional referiu-se ainda ao Conselho Europeu no final do ano passado, no qual foi reconhecida “a necessidade urgente de garantir, aos países europeus, capacidades operacionais” e assegurar “as suas responsabilidades” e a defesa dos seus “interesses vitais”.

Neste âmbito, foi criada a IDD - Plataforma das Indústrias de Defesa Nacionais e que tem como objetivos: “promover o reposicionamento da BTID nos mercados estratégicos”; “organizar missões no exterior e criar sinergias com os parceiros externos”; “promover a exportação de produtos portugueses e tecnologias; criar emprego qualificado”; e, consequentemente, “ajudar a economia nacional”. No final da sessão de abertura do AIR DAYS 2014, foi apresentado o novo video promocional das Indústrias de Defesa Nacionais.

O AIR DAYS 2014, cuja organização é da responsabilidade da AED – Federação que integra as associações do sector da aeronáutica, espaço e defesa-, em parceria coma a Enterprise Europe Network e a Fundação para a Ciência e Tecnologia, vai decorrer até dia 8 de outubro e inclui visitas a algumas das empresas nacionais que desenvolvem projectos nesta área.

 

Atualizado em: 17-10-2014 20:38 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer