Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Secretária de Estado da Defesa Nacional na abertura do ano letivo da Academia Militar 
 
 
A Academia Militar, que forma oficiais do Exército e da Guarda Nacional Republicana (GNR), abriu solenemente o ano letivo 2018/2019

«Aos cadetes que agora iniciam o seu percurso e àqueles que concluíram esta primeira fase de formação, desejo os maiores sucessos para um caminho que será longo, muitas vezes difícil, mas que não duvido que cumprirão com coragem, determinação, sentido de bem servir e, acima de tudo, ao serviço de Portugal», declarou a Secretária de Estado da Defesa, Ana Santos Pinto, durante a abertura do ano letivo da Academia Militar.

A Academia Militar, que forma oficiais do Exército e da Guarda Nacional Republicana (GNR), abriu solenemente o ano letivo 2018/2019, numa cerimónia em que esteve presente a Secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto, e o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, Almirante Silva Ribeiro, que presidiu.

Na presença do Comandante da Academia, Major-General Vieira Borges, do Chefe do Estado-Maior do Exército, General Nunes da Fonseca e, de outras entidades militares e civis, a Secretária de Estado destacou a instituição pela sua «excelência de formação».

Ana Santos Pinto reconheceu o trabalho desenvolvido pela Academia nas áreas de ensino, formação e investigação, «um trabalho que se constitui um claro reflexo de prioridade que tem sido atribuído pelas Forças Armadas à qualificação dos seus oficiais».

Para a Secretária de Estado, «a formação contínua e o aperfeiçoamento das qualificações no exercício de comando, direção e chefia são uma característica perene na instituição militar, são a garantia da procura permanente de dispor das capacidades necessárias a cada momento para um melhor desempenho das funções que vos são confiadas».

No final, Ana Santos Pinto dirigiu umas palavras de apreço aos alunos, cadetes e oficiais da Academia Militar: «Vocês são a razão de existir desta casa, uma casa centenária e que tem uma história que importa honrar». 

No auditório Marquês de Sá da Bandeira, da Academia Militar, António Perry da Câmara proferiu a Lição Inaugural, subordinada ao tema «A proteção anti-sísmica das construções – uma necessidade estratégica», onde expôs as técnicas de isolamento sísmico das construções que permitem minimizar as acelerações impostas às construções, permitindo garantir a sua operacionalidade, após um sismo de grande intensidade.

Ingressaram nos quadros permanentes do Exército e da GNR, no dia 1 de outubro, 74 oficiais que receberam, hoje, a carta de curso. Para o presente ano letivo, foram admitidos 1043 candidatos que preencheram as 93 vagas para os mestrados integrados, dos quais 63 para o Exército e 30 para a GNR.

A Academia Militar tem por missão formar oficiais destinados aos quadros permanentes do Exército e da Guarda, habilitando-os para o exercício das funções que estatutariamente lhes são cometidas, conferir as competências adequadas ao cumprimento das missões do Exército e da GNR e promover ao desenvolvimento individual para o exercício de funções de comando, direção e chefia.

Atualizado em: 20-11-2018 23:14 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer