Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Salvamento Marítimo beneficia de "relação virtuosa" entre Marinha e Autoridade Marítima Nacional 
 
 
O Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, destacou a “relação virtuosa” entre a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional (AMN), com resultados “muito visíveis” ao nível do salvamento marítimo.

 

O Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, destacou a “relação virtuosa” entre a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional (AMN), na salvaguarda da vida humana e com resultados “muito visíveis” ao nível do salvamento marítimo e cujo número vítimas mortais tem descido substancialmente de ano para ano.

Marcos Perestrello falava na cerimónia de abertura da época balnear, realizada em Cascais no passado sábado durante a qual foram entregues 26 carrinhas VW Amarok, por parte do grupo SIVA, à Autoridade Marítima Nacional, equipadas com meios de salvamento e preparadas para socorrer banhistas em praias não vigiadas, no âmbito do projeto Seawatch, que acontece pelo sexto ano consecutivo.

Relembrando que “Portugal está entre os Estados”, a nível mundial, que melhor promove a “salvaguarda da vida humana” no mar, o Secretário de Estado da Defesa Nacional referiu que os bons resultados devem-se “a todas as entidades que se dedicam a essa missão”, designadamente, ao grupo SIVA e ao “abrigo” das suas “políticas de responsabilidade social”.

A “ação que desenvolvemos nas praias vigiadas e nas praias não vigiadas” é “determinada pela “proteção das pessoas”, afirmou ainda, acrescentado que os turistas nos procuram “por causa do nosso mar”, pelo que importa “oferecer-lhes condições de segurança” nos seus “momentos de lazer”.

O Almirante Autoridade Marítima Nacional (AMN), Macieira Fragoso, destacou por sua vez o sucesso da Estratégia para Assistência aos Banhistas, criada há 30 anos, e que se traduziu num decréscimo de 50 para menos de 10 mortos por ano por motivos de afogamento.

“Podemos hoje asseverar um inegável sucesso com a significativa redução” nos “valores acima referidos”, apesar do aumento da frequência de banhistas em praias portuguesas, frisou Macieira Fragoso.

Também o CEO da SIVA, João Pereira Coutinho, destacou, na sua intervenção, a “honrosa parceria, iniciada em 2011” e que tem sido “responsável pelo salvamento de inúmeras vidas humanas nas nossas áreas marítimas e fluviais”. Conforme explica, estas 26 viaturas Amarok, entregues à AMN, “foram adaptadas às necessidades de salvamento e estão aptas para superar as vias mais difíceis” e com “baixos consumos”.

Ao todo, só em 2015, estas viaturas foram responsáveis pelo “salvamento de 595 banhistas, 742 prestações de primeiros socorros, entre as quais, o nascimento de uma menina e 62 buscas, com sucesso, de crianças desaparecidas”. Um projeto que, conforme refere, tem sido motivo de “orgulho” do Grupo.

O Presidente da Câmara Municipal de Cascais relembrou os 30 km de costa do Município e a “enorme preocupação” para com “a segurança dos banhistas”, sendo que a sua época balnear é a “mais longa do País”. Carlos Carreiras pretende que “a partir de Cascais se possa transportar para o País” a prioridade dada à assistência aos veraneantes, uma vez que a “vigilância, a segurança e a perceção da segurança nas praias tem um valor incalculável para os cidadãos nacionais e para os turistas”.

 

Atualizado em: 30-05-2016 13:30 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer