Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Promover altos padrões no salvamento marítimo é o objetivo de três dias de debate em Oeiras 
 
 
“Temos sabido estar à altura destes grandes desafios” e “continuamos a contar com a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional (AMN)” para a “segurança no mar português”, afirmou o Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello.
 

“Temos sabido estar à altura destes grandes desafios” e “continuamos a contar com a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional (AMN)” para a “segurança no mar português”, afirmou o Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, esta amanhã, na abertura do “Seminário de Salvamento Marítimo”, que se iniciou hoje e vai decorrer durante três dias nas instalações da Piscina Oceânica de Oeiras.

 Marcos Perestrello aludiu ainda aos “elevados padrões de salvamento marítimo” e à “competência e capacidade” que “Portugal tem demonstrado” através da ação “no mar sob jurisdição nacional e do empenho de meios nos mares do mundo”.

Para manter o equilíbrio de capacidades e de operabilidade há ainda um “caminho a percorrer”, como o de “motivação do pessoal que serve na AMN” e para isso está para breve a “aprovação do estatuto do pessoal das embarcações salva-vidas”. Marcos Perestrello referiu ainda o “preenchimento dos quadros do pessoal operacional”, relevando os “concursos para admissão, em três anos, de cerca de 70 novos tripulantes para o quadro do Instituto de Socorros a Náufragos”.

Marcos Perestrello considerou ainda as ligações entre a Marinha e a AMN como um “cooperação virtuosa” de “disponibilização e recursos humanos e materiais necessários ao desempenho das competências desta Autoridade” e acrescentou que “seria insustentável para o país” ter de “subvencionar duas marinhas”.

O Almirante Chefe de Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, Luís Macieira Fragoso, afirmou que “o nosso objetivo é salvar mais e melhor, e para isso a realização deste Seminário faz todo o sentido”, como “mais um passo” para “melhorar a capacidade e responsabilidade da intervenção do Estado na nobre missão da busca e salvamento”.

Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Paulo Vistas, na sua alocução, em alusão às diferentes entidades e saberes presentes no Seminário, referiu que “todos somos responsáveis e temos a oportunidade de provar que estamos a navegar corretamente, mas queremos navegar mais e melhor” e que com “o esforço e competência havemos de o conseguir”.

O objetivo deste seminário é aprofundar a troca de conhecimento e o debate de ideias entre os vários atores nacionais e internacionais, com responsabilidades no sistema de busca e salvamento, tendo em vista o aperfeiçoamento deste vetor estratégico para o desenvolvimento do país. O evento, é promovido pelo Instituto de Socorros a Náufragos e contará com uma exposição de produtos e serviços e demonstrações de meios e capacidades (“boat trials”) de empresas nacionais, entre os próximos dias 30 e 31 de maio e 1 de junho, na Piscina Oceânica de Oeiras.

Atualizado em: 01-06-2016 15:52 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer