Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Presidente da República agradece trabalho da Força Nacional Destacada que regressou do Mali 
 
 
O Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, acompanhou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na cerimónia de receção do Estandarte Nacional da Força Nacional Destacada que regressou do Mali

O Presidente da República e o Ministro da Defesa Nacional marcaram presença na cerimónia de receção do Estandarte Nacional da Força Nacional Destacada que regressou a Portugal a 28 de maio, após cumprir seis meses ao serviço da missão das Nações Unidas, a MINUSMA.

“Concluiu-se uma participação excelente, que ultrapassou os objetivos definidos, num contexto bem mais difícil do que era esperado. O que vos posso dizer é obrigado em nome de Portugal e dos portugueses”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa, agradecendo esta quarta-feira o trabalho dos 193 militares portugueses.

O Presidente da República recordou a relevância do seu trabalho e da MINUSMA: “é uma missão importante para o mundo, para a Europa e, em especial, para Portugal. Quando se fala da situação da Europa e se olha para o mediterrâneo e norte de África, e para o desafio colocado a todos nós pelas migrações vindas do continente africano, é preciso não esquecer que a causa principal é a instabilidade política, económica e social nas áreas de onde proveem os migrantes”.

O Chefe de Estado enalteceu ainda o trabalho efetuado no transporte de feridos no mês de janeiro ou a defesa da zona de Timbuktu. A missão envolveu cerca de 193 militares, num esquema de rotação, estando em permanência no local 66 militares, 60 da Força Aérea e seis paraquedistas. A operar a partir do “Campo Bifrost”, em Bamako, a aeronave da Esquadra 501 – “Bisontes” foi fundamental, principalmente em missões civis, de transportes de pessoas (algumas delas feridas) e de carga.

A United Nations Multidimensional Integrated Stabilization Mission in Mali (MINUSMA) foi criada pela Resolução do Conselho de Segurança 2100 de 25 de Abril de 2013 para apoiar os processos políticos no país e realizar uma série de tarefas relacionadas à segurança. A Missão foi convidada a apoiar as autoridades na orientação da transição e na estabilização do país.

Atualizado em: 11-08-2017 20:43 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer