Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Postal da Grande Guerra 
 
 
O Postal da Grande Guerra surge no âmbito de uma parceria entre a RTP e a Comissão Coordenadora da Evocação do Centenário da I Guerra Mundial, com o intuito de preservar a memória da participação portuguesa na Primeira Guerra Mundial.

Aquilo que fizemos e temos feito para lembrar aqueles que se sacrificaram na ‘Grande Guerra’ nunca será demais, nunca será suficiente para homenagear e lembrar aqueles que, na frente de combate ou na frente interna, foram de alguma forma tocados pela voracidade deste conflito sem precedentes e que moldou decisivamente o nosso futuro comum como povo e como participantes do movimento da própria humanidade”, afirmou hoje o Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, na cerimónia de lançamento do “Postal da Grande Guerra”, no Museu Militar.
 
O Postal da Grande Guerra surge no âmbito de uma parceria entre a RTP e a Comissão Coordenadora da Evocação do Centenário da I Guerra Mundial, com o intuito de preservar a memória da participação portuguesa na Primeira Guerra Mundial. Esta rubrica será transmitida a partir de 16 de maio, à segunda-feira, no Jornal 2, sendo retransmitido na RTP Internacional e acessível na página da internet dedicada à evocação do Centenário da Grande Guerra. O primeiro Postal será dedicado ao apresamento dos navios alemães.
 
Neste espaço serão divulgados documentos inéditos, artigos de imprensa – alguns deles censurados à época e nunca lidos. Serão contadas as histórias dos portugueses que partiram e as dos que ficaram, as de ilustres e as de anónimos. Partindo sempre de postais ou ilustrações da época, serão abordados os mais diversos temas como os diários de serviço de um batalhão expedicionário, a assistência religiosa, os intelectuais na Guerra, entre outros.
 
“Devo dizer que as minhas expectativas foram largamente superadas. Tanto do ponto de vista estético, como do ponto de vista narrativo”, disse o Ministro da Defesa, considerando que “seja qual for a noção de serviço público que se defenda ou pratique, certamente que estes postais da Grande Guerra se apresentam como um magnífico exemplo daquilo que os cidadãos podem e devem esperar do seu serviço público de televisão”.
 
Os postais utilizados pela RTP pertencem à coleção particular do Professor Doutor António Ventura, da Faculdade de Letras de Lisboa, e ao Museu Militar, onde “há 17 quilómetros de estantes com material para descobrir”, como afirmou o apresentador do Jornal 2 João Fernando Ramos, assegurando que histórias não faltarão.
 
A rubrica conta ainda com as parcerias do Instituto de História Contemporânea da Universidade de Lisboa, da Biblioteca Nacional, do Museu e Arquivo da Marinha, da Liga e Museu do Combatente, do Arquivo Histórico Militar, do Arquivo Municipal de Lisboa, da Hemeroteca de Lisboa, e da Fundação Portuguesa das Comunicações.
 
No espaço do Postal da Grande Guerra no sítio da internet, os postais terão uma hiperligação para os sítios dos parceiros, que têm vindo a desenvolver um trabalho notável sobre a Primeira Guerra Mundial. Para além disso, os postais serão acompanhados com obra musical de compositores da época, que estará acessível na Antena 2.

Sítios da Internet:

Comissão Coordenadora da Evocação do Centenário da I Guerra Mundial

Postal da Grande Guerra

Portugal na Grande Guerra

Vozes das Trincheiras

Atualizado em: 09-06-2016 20:08 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer