Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
OGMA celebra centenário com debate sobre a “Aeronáutica em Portugal e no Mundo” 
 
 
O Ministro da Defesa Nacional destacou, na sessão de abertura da Conferência do Centenário da OGMA, "uma capacidade de equilíbrio, entre a confiança na solidez das raízes e a concretização de uma vocação de futuro".

O Ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, destacou esta terça-feira, na sessão de abertura da Conferência do Centenário da OGMA: “Aeronáutica em Portugal e no Mundo”, que o sucesso dos 100 anos desta empresa se deve “a uma capacidade de equilíbrio, entre a confiança na solidez das raízes e a concretização de uma vocação de futuro, entre a competitividade e a sensibilidade social”.

Sobre “o maior projeto aeronáutico português”, o KC-390, Azeredo Lopes, recordou que o desenvolvimento deste novo modelo de aeronave, deve-se também à “responsabilidade de engenheiros portugueses do CEIIA (Centro de Excelência e Inovação da Industria Aeronáutica), do seu know-how, da sua capacidade tecnológica e do seu entusiamo”.

Durante o debate, que decorreu nas instalações da OGMA, em Alverca, o titular da pasta da Defesa realçou que Portugal comprometeu-se junto da NATO e da União Europeia (UE) a “reforçar o seu investimento na Defesa”, anunciando que a UE aprovou recentemente “o primeiro pacote de 17 projetos multinacionais”, e que Portugal, na fase inicial, assumiu um compromisso de participação em pelo menos seis.

O Ministro da Defesa aproveitou, assim, para lançar o desafio à OGMA, em participar num projeto, a partir do 3º trimestre de 2019, pois, “trata-se de oportunidades de investimento, desenvolvimento tecnológico que a Europa nunca conheceu nas últimas décadas no plano da Defesa”, referiu.

Referindo-se ao envolvimento da OGMA no processo de modernização dos F-16 e dos C-130, na manutenção dos C-130 e dos P-3 da nossa Força Aérea e de outros países, Azeredo Lopes declarou que “a Defesa é, capaz de contribuir de uma forma muito relevante para o crescimento económico do nosso tecido empresarial ou, como já referi em outras ocasiões, a Defesa Nacional gera valor sobretudo no atual contexto que vivemos no continente europeu”.

Na conferência em que participaram empresários, militares, economistas e autarcas, entre outros, o presidente do Conselho de Administração da OGMA, Marco Tulio Pellegrini afirmou que a indústria aeronáutica é uma área que permite crescimento e que por isso, “a indústria da aviação civil deve crescer 40%, na Europa, nos próximos 15 anos e é sem dúvida uma oportunidade para explorarmos o negócio e esse é o principal objetivo do nosso encontro de hoje”.

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional na abertura da Conferência do Centenário da OGMA 

 

Atualizado em: 26-04-2018 16:12 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer