Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Navios portugueses com missão «inovadora e determinante» em São Tomé e Príncipe 
 
 
O Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, elogiou a missão que os navios da Marinha portuguesa «Bérrio» e «Zaire» vão cumprir em São Tomé e Príncipe.
 

O Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, elogiou a missão que os navios da Marinha portuguesa «Bérrio» e «Zaire» vão cumprir em São Tomé e Príncipe. José Azeredo Lopes presidiu à cerimónia de despedida dos dois navios na Base Naval de Lisboa, no Alfeite, onde sublinhou o bom estado da cooperação entre Portugal e São Tomé

O Ministro disse que o navio patrulha Zaire vai cumprir uma missão «inovadora e determinante» para a formação da guarda costeira de São Tomé e para o «desenvolvimento mais profícuo da cooperação entre os dois países na área da Defesa», que se iniciou há 30 anos. O navio Bérrio é um navio abastecedor que estará também nesta missão.

Azeredo Lopes desejou boa viagem “às mulheres e aos homens da Marinha que vão cumprir”, a bordo dos dois navios,” uma missão das mais importantes para a promoção da defesa e segurança marítimas no Golfo da Guiné”.

O Ministro sublinhou o papel “maior” da região do globo “no comércio internacional” onde “navegam muitos navios com pavilhão português, cuja segurança é crucial manter” nas duas vertentes “safety – por razões de navegação segura” ou “security – se neutralização e controlo de ameaças”.

O NRP “Zaire” cumprirá uma missão com a duração prevista de um ano e irá materializar o apoio de Portugal a São Tomé e Príncipe para capacitar operacionalmente a sua Guarda Costeira e, simultaneamente, contribuir para que o exercício da Autoridade do Estado de São Tomé e Príncipe no mar seja reforçado. O “Zaire” irá proporcionar atividades de treino e qualificação aos elementos da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, que implicará um conjunto elevado de aulas teóricas, práticas e de treinos no mar. Esta missão de capacitação dos elementos da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe não se limitará apenas às áreas iminentemente operacionais e técnicas, mas também à organização logística e administrativa num programa estruturante.

O NRP “Bérrio” irá acompanhar a viagem do “Zaire”, providenciar os apoios necessários ao arranque da missão deste navio em São Tomé e Príncipe e, posteriormente, apoiar o NRP “Álvares Cabral” na missão “Mar Aberto”. Para isso transporta especialistas em várias áreas e mais de 50 toneladas de material diverso.

Estiveram presentes nesta cerimónia, sempre emotiva para os familiares e amigos, a Presidente da Câmara Municipal de Almada, o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, o Presidente da Comissão de Defesa Nacional da Assembleia da República, o Secretário de Estado da Defesa Nacional, o Chefe de Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, representantes dos chefes do Exército e da Força Aérea, o embaixador da República Democrática de São Tomé e Príncipe, dirigentes do Ministério da Defesa Nacional, militares da Marinha e muitos familiares das guarnições dos navios de partida.

À largada dos navios, todos os outros navios da Base Naval fizeram ecoar as suas buzinas em despedida aos 122 marinheiros, entre os quais 17 mulheres e 10 Fuzileiros.

Atualizado em: 22-01-2018 14:56 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer