Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
NRP Figueira da Foz aumenta o efetivo da Marinha 
 
 
O Almirante Saldanha Lopes, CEMA, recebeu provisoriamente, hoje, o segundo 'patrulha' construído pelos ENVC, passando o mesmo a integrar o efetivo da Marinha.

 

Incorporando as mais recentes tecnologias, o Navio da República Portuguesa (NRP) Figueira da Foz é o segundo Navio de Patrulha Oceânica (NPO) construído nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC).

O navio aos comandos do capitão-tenente Ricardo Manuel Correia Guerreiro iniciou, a 31 de julho passado, as provas de mar, já concluídas com sucesso e permanecerá até meados de dezembro em Viana do Castelo, até à sua saída para a primeira missão oficial.

Terá como funções primordiais exercer a defesa dos interesses nacionais e a realização de outras tarefas de Interesse Público nas áreas de jurisdição ou responsabilidade portuguesa.

À semelhança do seu homólogo, o primeiro da classe entregue em abril de 2011 – o NRP Viana do Castelo - este segundo tem na sua guarnição trinta e oito militares.

Estes navios, com desenho próprio dos estaleiros, têm oitenta e três metros de comprimento, capacidade para receber até sessenta e sete pessoas e permitem o apoio a operações de aterragem / descolagem diurnas e noturnas de helicópteros de média dimensão.

Produzidos como navios militares não combatentes, podem ser utilizados para fiscalização, proteção e controlo das atividades económicas, científicas e culturais.

Este navio tem também capacidade para cooperar em operações militares de baixa intensidade, assim como em ações resultantes da promulgação do estado de sítio ou emergência e no apoio humanitário na sequência de desastre natural.

 

Atualizado em: 26-11-2013 09:35 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer