Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Modernização de 5 aviões C-130 da Força Aérea autorizada a avançar 
 
 
O Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, autorizou hoje o início do procedimento para a modernização de cinco aeronaves C-130H operadas pela Força Aérea
 

O Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, autorizou hoje o início do procedimento para a modernização de cinco aeronaves C-130H operadas pela Força Aérea. Este processo de modernização será levado a cabo conforme previsto na Lei de Programação Militar, devendo estar concluído em 2023 e não excedendo o montante máximo de 29 milhões de euros no global da intervenção.

Considerando que o programa de modernização dos C-130H é imprescindível para o cumprimento dos requisitos impostos pela regulamentação do Céu Único Europeu, bem como para a sustentação e modernização destas aeronaves, o Ministro da Defesa autorizou o procedimento de contratualização que vai permitir agora assegurar a operacionalidade dos C-130 para o futuro.

O Ministro da Defesa Nacional delegou no Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, General Manuel Teixeira Rolo, com faculdade de subdelegação “as competências para assinar a Letter of Request e formalizar o início do procedimento junto do FMS/EUA, bem como para praticar os demais atos necessários à condução do procedimento”.

A Capacidade de Transporte Aéreo Estratégico nacional é atualmente garantida pelos C-130H, que são aeronaves essenciais, quer em operações de natureza militar, quer em diferentes missões de interesse público.  

Os C-130 executam missões nos mais diversificados e exigentes cenários, como em missões de paz, patrulhamento marítimo, busca e salvamento, apoio logístico e assistência médica em evacuações aéreas – podendo transportar 74 macas e evacuar 97 feridos ou doentes.

Estas aeronaves começaram a ser utilizadas pela Força Aérea Portuguesa em finais da década de 1970 e ao longo do seu tempo de serviço já atuaram em Angola, Moçambique, S. Tomé, Cabo Verde, Timor, Golfo Pérsico, Moscovo, Afeganistão, Ruanda, Balcãs, entre outros.

São estas aeronaves que transportam regularmente os militares portugueses e a sua carga para os diferentes teatros de operação, como aconteceu com as Forças Nacionais Destacadas em Timor-Leste, Iraque, Afeganistão, ou mais recentemente na Lituânia no Kosovo. Os C-130 estiveram também envolvidos em missões de apoio humanitário no Haiti, Egito e Líbia e, mais recentemente, na Operação MINUSMA, no Mali, em 2015.

Atualizado em: 21-06-2016 08:45 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer