Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Ministro da Defesa recebe 53 estudantes sírios 
 
 
Durante um encontro com os estudantes sírios no Forte São Julião da Barra que chegaram a Lisboa a 26 de maio a bordo de um C-130 da Força Aérea

“É com grande convicção que o Governo Português e a Defesa Nacional em particular se associou, mais uma vez, à Plataforma Global de Apoio Académico aos Estudantes Sírios para mobilizar as capacidades das Forças Armadas a favor dos estudantes sírios. E que extraordinário grupo de 53 jovens vocês são”, declarou o Ministro da Defesa, Azeredo Lopes, durante um encontro com os estudantes sírios no Forte São Julião da Barra que chegaram a Lisboa a 26 de maio a bordo de um C-130 da Força Aérea, dando assim as boas-vindas aos estudantes ao país.

O Ministro da Defesa disse esperar que os jovens sejam muito felizes em Portugal e se sintam em casa, mas que também anseia “pelo dia em que o povo sírio possa viver em paz e harmonia. Aguardamos pelo dia em que vocês tenham a liberdade para escolher voltar e ajudar a reconstruir o vosso país alicerçado na solidariedade, no respeito mútuo, como uma sociedade livre e pacífica, na qual as pessoas possam reconhecer o seu potencial e serem disponíveis umas para as outras”.

Para o governante, esta iniciativa reveste-se de uma característica importante: a Plataforma permite que os jovens prossigam os seus estudos superiores, desta forma, Portugal não se limita a oferecer abrigo e a removê-los de um cenário hostil, mas dá-lhes a possibilidade de continuar o seu projeto de vida.

“Acredito que Portugal sendo uma sociedade aberta deve manter esta capacidade de acolher, esta capacidade de receber”, afirmou, frisando que o acolhimento destes estudantes “nos obriga também a olhar para o outro, a compreender o outro e a demonstrar que a tradição portuguesa sempre foi essa. Um povo aberto ao mundo, que andou pelo mundo e que continua a andar pelo mundo”.

O grupo de estudantes, o quarto a chegar a Portugal no âmbito da ação da organização liderada e fundada em 2013 por Jorge Sampaio, vai ficar instalado na Academia Militar até ao próximo sábado.

O antigo Presidente da República e fundador da Plataforma Global de Apoio a Estudantes Sírios destacou o sucesso dos grupos anteriores, informando que “desde os primeiros que vieram, 47 estudantes já fizeram os seus mestrados com excelentes notas. É uma experiência que tem resultado e que me tem enchido de felicidade”.

Jorge Sampaio não hesita em considerar que “temos imenso a ganhar com o acolhimento destes jovens, não só precisamos de migração qualificada e capacitada, como também é uma mistura de culturas sem perder as características. O conhecimento da diversidade é fundamental para as sociedades modernas”.

Atualizado em: 28-06-2018 09:02 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer