Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Ministro da Defesa Nacional quer reforçar vigilância nas praias fluviais 
 
 
"temos as praias mais bonitas e seguras, o que também é importante para a economia, através do turismo".
 

O Ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, afirmou que quer reforçar a vigilância nas praias fluviais portuguesas no próximo ano, uma vez que cerca de metade das mortes registadas, desde o início desta época balnear, ocorreram neste tipo de praias.

Durante a Apresentação do Balanço da Época Balnear 2013, que decorreu na praia do Guincho, em Cascais, Aguiar-Branco referiu que “Portugal está no primeiro patamar da segurança” nas praias, em comparação com os restantes Estados-membros da União Europeia.

“Embora tenhamos sempre de lamentar a perda de uma vida, os números mostram que o País está num nível de excelência”, referiu o Ministro, acrescentando que “temos as praias mais bonitas e seguras, o que também é importante para a economia, através do turismo”.

Segundo os dados apresentados pelo ISN, durante a cerimónia, morreram este ano 11 pessoas nas praias portuguesas, entre os dias 1 de maio e 31 de agosto. Foi também registada uma maior afluência às praias portuguesas, sobretudo no Algarve, com cerca de 12 milhões de turistas e 63 milhões de visitas ao litoral.

A cerimónia ficou ainda marcada pela apresentação de  um protótipo de uma bóia inovadora de salvamento aquático na linha da água destinada a fazer resgate em zonas de ondulação e junto às rochas. Para o Ministro da Defesa Nacional trata-se de “um bom investimento para seguirmos com atenção, é uma mais-valia para a segurança” e que “tem todas as condições para ser uma parceria público privada no futuro”.

 

Atualizado em: 05-09-2013 14:50 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer