Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Forças Armadas treinam em conjunto no Exercício Lusitano 2014 
 
 
Estiveram envolvidos diversos meios da Marinha, do Exército e da Força Aérea e mais de 1200 militares, num exercício cuja fase final decorreu na Base Aérea de Beja.

O ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco assistiu, durante a tarde desta sexta-feira, ao Lusitano 2014 que considera ser um “exercício de excelência” fundamental para que as Forças Armadas atinjam o “grau de prontidão” necessário para responder eficazmente às várias situações que possam surgir.

José Pedro Aguiar-Branco assistiu à fase final do Exercício Lusitano na Base Aérea n. º 11, em Beja, onde foram simuladas as situações de apoio à ajuda humanitária e evacuação de cidadãos nacionais em área de crise, num País fictício designado Palândia.

Em declarações aos jornalistas, o ministro da Defesa Nacional referiu que “antes das operações” reais é preciso treinar bastante “para que nos momentos e nas horas certas as missões sejam cumpridas com êxito”. O responsável pela pasta da Defesa Nacional deu como exemplo a crise na Guiné Bissau em 2012, quando foi “necessário acautelar uma eventual evacuação de cidadãos portugueses” e cujo cenário era semelhante ao que se pôde observador durante o exercício.

O Lusitano 2014 teve o intuito de treinar o Comando e Controlo das Forças Armadas no planeamento e execução de operações simultâneas em território nacional e no estrangeiro, nomeadamente, em operações de evacuação de não combatentes.

Este ano, o tema escolhido pelo Estado-Maior-General das Forças Armadas – o responsável pelo exercício – foi a contaminação por vírus Ébola, entre outros.

Atualizado em: 09-12-2014 16:10 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer