Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Ministro da Defesa com o Presidente da República em Bangui 
 
 
O Ministro da Defesa Nacional acompanhou esta segunda-feira o Presidente da República na visita aos militares portugueses ao serviço das missões das Nações Unidas e da União Europeia na República Centro-Africana.
 

O Ministro da Defesa Nacional acompanhou esta segunda-feira o Presidente da República na visita aos militares portugueses ao serviço das missões das Nações Unidas e da União Europeia na República Centro-Africana.

A comitiva liderada pelo Comandante Supremo das Forças Armadas chegou ao Aeroporto Internacional de Bangui pelas 12h locais (mesma hora em Lisboa), tendo seguido de imediato para um encontro com o Presidente da República Centro-Africana, Faustin-Archange Touadéra.

Momentos depois, visitaram a 3.ª Força Nacional Destacada na Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA), aquartelada no campo N'Poko. Esta força, composta por 159 militares da Força Aérea e do Exército, a maioria oriunda do 1.º batalhão de Infantaria Paraquedista, é comandada pelo Tenente-Coronel João Bernardino. Constitui-se como Força de Reação Rápida sob controlo operacional da componente militar da MINUSCA.

A meio da tarde, Marcelo Rebelo de Sousa e Azeredo Lopes rumaram ao campo UCATEX, quartel-general da missão de treino da União Europeia na República Centro-Africana (EUTM-RCA), comandada pelo brigadeiro-general português Hermínio Maio.

Atualmente, integram o contingente da EUTM-RCA 153 militares de 10 países, dos quais 45 são portugueses, na maioria do Exército, mas também da Força Aérea e da Marinha.

A missão da União Europeia visa o aconselhamento estratégico ao Ministério da Defesa e ao Estado-Maior-General das Forças Armadas Centro-Africanas, formação de quadros e criação de programas de treino para as unidades militares locais.

No final da visita, o Presidente da República teceu um rasgado elogio aos militares portugueses, que considerou "os melhores do mundo, em terra, no ar e no mar”.

“Aqui está também o Comandante Supremo das Forças Armadas, aquele que, além de se orgulhar dos portugueses porque são portugueses, se orgulha dos militares portugueses porque são militares portugueses, que são os melhores militares do mundo, foram sempre, mas são cada vez mais”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

Atualizado em: 27-03-2018 15:04 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer