Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Ministério da Defesa Nacional altera protocolo com a ANCU 
 
 
A Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional presidiu à cerimónia que formaliza o apoio à associação dedicada aos ex-combatentes sediada em Tondela

Após a assinatura da alteração do Protocolo celebrado entre o Ministério da Defesa Nacional e a Associação Nacional dos Combatentes do Ultramar (ANCU), realizada esta terça-feira, Berta Cabral fez questão de reafirmar o apoio que os combatentes merecem, sobretudo devido ao facto de se tratar de homens que “foram porque tinham de ir e foram orgulhosos” cumprir as missões que a Pátria lhe pediu.

A Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional disponibilizou-se para, “dentro das possibilidades do Ministério da Defesa Nacional e do próprio País, ajudar as associações que, de uma forma descentralizada, complementam a ação da rede de Saúde Pública e, particularmente, da Saúde Militar, agora centralizada no Hospital das Forças Armadas”. Berta Cabral congratulou-se com o alargamento de funções e capacidades da ANCU. A alteração ao Protocolo existente desde 2002, permitirá que a ANCU fique habilitada a prestar apoio clínico aos antigos combatentes da zona centro do País portadores do stress de guerra pós-traumático.

A delegação da ANCU na cerimónia que decorreu no Ministério da Defesa Nacional, em Lisboa, foi liderada pelo presidente da Direção, António Ferraz. A Comissão Nacional de Acompanhamento da Rede Nacional de Apoio aos Militares e Ex-Militares Portugueses Portadores de Perturbação Psicológica Crónica Resultante da Exposição a Fatores de Stress Durante a Vida Militar foi previamente ouvida sobre os novos termos do Protocolo agora alterado.

Atualizado em: 31-07-2013 10:38 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer