Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Governo favorável ao reforço da cooperação para a segurança e defesa da UE 
 
 
O Ministro da Defesa explicou, ontem, na comissão de Defesa Nacional da Assembleia da República, que o Governo é “100% a favor da Cooperação estruturada permanente, sempre a favor de uma política europeia de segurança e defesa"

O Ministro da Defesa explicou, ontem, na comissão de Defesa Nacional da Assembleia da República, que o Governo é “100% a favor da Cooperação estruturada permanente, sempre a favor de uma política europeia de segurança e defesa".

Azeredo Lopes esclareceu os deputados de que neste momento, está a ser avaliado se Portugal deve "entrar ou não logo no início no processo" e "se podemos avançar com projetos que robusteçam a área de investigação e desenvolvimento na indústria da Defesa".

Portugal pondera participar nos projetos de criação de Comando Europeu Médico, de desenvolvimento de um drone europeu e de veículos submarinos não tripulados, avançou o Ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, na audição parlamentar dedicada à agenda internacional como a política europeia de segurança e defesa e a participação em missões internacionais.

Relativamente a uma futura participação com uma nova força nacional destacada no Afeganistão, o Ministro da Defesa esclareceu que Portugal "escolheu uma missão militar exigente, mas de risco o mais reduzido possível", ficando a força "confinada a um espaço limitado, onde as garantias de segurança não são absolutas, mas são superiores a qualquer outra parcela". O destacamento na missão da NATO para o Afeganistão incluirá "até 135 militares" da força de reação rápida e "até 35 militares na formação e treino de artilharia".

Atualizado em: 30-10-2017 15:22 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer