Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Berta Cabral realça investigação feita na Academia da Força Aérea 
 
 
Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional diz que o trabalho dos militares portugueses no âmbito científico e tecnológico ainda não tem o reconhecimento externo que merece.
 

“Motivar alunos e professores, sublinhando a importância dos projetos de investigação e aplicação de conhecimentos”, foi o principal objetivo da deslocação da Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional à Academia da Força Aérea (AFA), a primeira de uma série de visitas às Escolas de Ensino Superior Militar, realizada esta quarta-feira.

Berta Cabral considerou “extremamente importante divulgar à comunidade o muito que se faz neste âmbito e que ainda não tem o reconhecimento externo que merece. Sem este trabalho de investigação o nosso país não conseguirá afirmar-se internacionalmente”, acrescentou a Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional, recorrendo ao exemplo dos projetos pioneiros da própria AFA com veículos aéreos não tripulados (UAV).

Na Granja do Marquês, em Sintra, a Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional foi recebida pelo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, General José Pinheiro, que classificou a AFA como “a unidade mais importante da Força Aérea”.

Durante o brífingue que precedeu a visita às instalações, o comandante da AFA, Major-General Joaquim Borrego, fez um retrato da instituição académica que partilha recursos com a Base Aérea n.º 1, singularidade favorável ao desenvolvimento da cultura institucional, essencial para os militares.

Entre os vários projetos de investigação desenvolvidos na AFA, destaca-se o PITVANT (Projeto de Investigação Tecnológica de Veículos Aéreos Não Tripulados), precisamente por ser o mais antigo em curso.

A Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional assistiu a algumas atividades da AFA, incluindo a explicação das potencialidades de uma ferramenta de engenharia organizacional, na zona dos Laboratórios de Ciências de Base. Na passagem pelo Laboratório de Aeronáutica, apreciou vários projetos desenvolvidos no Centro de Investigação da Academia da Força Aérea (CIAFA), nomeadamente as plataformas UAV Alfa, Alfa-Extended e Antex. Aqui estão a ser desenvolvidas capacidades com duplo uso, militar e civil, que serão aproveitadas para finalidades tão diversas como ações de busca e salvamento, proteção ambiental, apoio no combate aos fogos florestais ou monitorização de cabos da rede energética de alta tensão.

Antes de terminar com um breve contacto com os alunos na Sala de Convívio, Berta Cabral ainda assistiu a um voo simulado no Centro de Atividades Aéreas.

Atualizado em: 13-03-2014 11:02 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer