Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Azeredo Lopes promete que irá visitar militares ao Afeganistão. “Vós sois Portugal” 
 
 
Ministro da Defesa falava para os 146 militares do Exército que o escutavam na avenida 1.º de Maio, junto à Câmara Municipal, mas também para as suas famílias

“A todos, em nome de Portugal, como Ministro da Defesa Nacional e como cidadão, muito obrigado.” Foi com um agradecimento sentido que José Azeredo Lopes terminou o discurso que proferiu em Castelo Branco, no sábado de manhã, durante a cerimónia de entrega do Estandarte Nacional ao contingente da primeira força que em maio segue para o Afeganistão. E ao dirigir-se a “todos”, o Ministro da Defesa falava para os 146 militares do Exército que o escutavam na avenida 1.º de Maio, junto à Câmara Municipal, mas também para as suas famílias “que abnegadamente abraçam a missão na retaguarda”.

Azeredo Lopes começou a sua intervenção reconhecendo que não tinha “imaginação bastante para compreender verdadeiramente, profundamente, a dimensão e o significado que deve ter, para um militar, receber o Estandarte Nacional. Nem eloquência que me torne capaz de dizer da importância que tem e da honra que é, para mim, presidir à cerimónia da sua entrega. E deste estandarte, a estes militares, muito especialmente.”

Ora, os militares para quem falava o Ministro da Defesa constituem uma Companhia de Force Protection que irá a partir de maio desempenhar a missão de força de reação rápida (QRF na sigla inglesa) no Aeroporto Internacional Hamid Karzai, em Cabul, por um período inicial de um ano, integrada na Resolute Support Mission (RSM) da NATO. A participação nacional na RSM durante este ano prevê ainda o provimento dos dez cargos atuais no quartel-general da força e uma equipa de 23 formadores com a missão de Train, Advise and Assist na Escola de Artilharia Afegã (Artillery Branch School) que serão projetados para o teatro de operações no segundo semestre. Recorde-se que Portugal tem participado desde 2015 na RSM com elementos no quartel-general da missão, dando continuidade a uma longa presença na ISAF.

Durante a sua alocução, Azeredo Lopes lembrou que a participação na RSM “está em coerência com a política externa do nosso País, com a visão da Defesa Nacional do século XXI, e que se consubstancia em reforço da reputação internacional que já granjeámos como Estado confiável e competente”.

 

“A reputação que granjeámos – acrescentou o Ministro da Defesa –, devemo-la a muitos militares, a muitos que vos antecederam a defender Portugal, a defenderem e darem segurança a outros. Mas há uma coisa de que estou certo. A reputação que temos, a admiração com que nos olham, não será por vós desmerecida, não será posta em causa por nenhum dos militares que vão participar nesta missão. Porque essa reputação, esse prestígio, cada um de vós o vai conservar e até reforçar.”

Azeredo Lopes prometeu ainda ir a Cabul visitar, “tão breve quanto possível”, a 1.ª Força Nacional Destacada para a Resolute Support Mission. “Porque vós sois Portugal.”

Atualizado em: 08-04-2018 08:13 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer