Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Ansiosos e motivados para cumprir 
 
 
“Os militares estão animados”, garante o Tenente-Coronel Musa Gonçalves Paulino, que assume o comando da primeira força nacional destacada para a República Centro-Africana (RCA)

“Os militares estão animados”, garante o Tenente-Coronel Musa Gonçalves Paulino, que assume o comando da primeira força nacional destacada para a República Centro-Africana (RCA). “A visita do nosso Primeiro-Ministro, do Ministro da Defesa e do General CEMGFA vem reforçar e transmitir a imagem de que o Governo português, toda a estrutura, está ao lado dos militares”, acrescenta.

“Estamos todos em sintonia e, obviamente, que é um enorme incentivo e uma grande dose de energia para os militares que cá estão a cerca de 7000 quilómetros de casa”, diz o comandante da força.

Musa Gonçalves Paulino explica que a função dos militares portugueses na MINUSCA é enquanto força de reação rápida, para ser chamada a intervir pelo comandante da missão em alterações anormais da ordem no país.

“A nossa competência é nacional e estamos prontos para quando houver essa necessidade e intenção por parte do comando da MINUSCA; estamos prontos para operar”, declara.

“A preparação é longa – explica Gonçalves Paulino –, normalmente leva cerca de seis meses, e todo o pessoal neste momento tem uma enorme expetativa em pôr em prática aquilo que aprendeu, consolidou e treinou, e cumprir a sua missão. Estão ansiosos, estão motivados e vão cumprir”, garante.

O Tenente-Coronel Musa Gonçalves Paulino é oficial de infantaria do Exército, com a especialidade de comando, e é o comandante do contingente português que se encontra desde finais de janeiro ao serviço da missão de paz das Nações Unidas na RCA. A força é constituída por 160 militares, 156 do Exército – entre os quais 111 comandos – e 4 da Força Aérea.

Atualizado em: 18-02-2017 01:39 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer