Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
Conter migração ilegal é prioridade da “Iniciativa 5+5 defesa” para 2018  
 
 
Os Ministros da Defesa dos países participantes da “iniciativa 5+5 Defesa”, reunidos ontem de manhã em Paris, na Residência Oficial da Ministra das Forças Armadas de França, declararam a vontade de fortalecer a cooperação mútua

Os Ministros da Defesa dos países participantes da “iniciativa 5+5 Defesa”, reunidos ontem de manhã em Paris, na Residência Oficial da Ministra das Forças Armadas de França, declararam a vontade de fortalecer a cooperação mútua para conter a migração ilegal e combater o tráfico de seres humanos e as redes criminosas transnacionais no espaço do Mediterrâneo Ocidental.

No final da reunião, o Ministro da Defesa Nacional saudou o dinamismo da presidência francesa e os bons resultados atingidos em 2017. Azeredo Lopes sublinhou a importância de se reforçar a vertente operacional da “Iniciativa”, em especial tornando mais complexo o cenário do exercício Seaborder, e preparando a realização de um exercício para as forças terrestres.

Os Ministros da Defesa concordaram na necessidade de se consolidar a dimensão terrestre de cooperação e encorajar o desenvolvimento de atividades relacionadas com o domínio da ciberdefesa, as forças especiais, o desenvolvimento de drones e o combate de engenhos explosivos improvisados.

O Ministro da Defesa Nacional anunciou ainda para 2018 a organização em Portugal da segunda reunião de peritos dos “5+5” sobre ciberdefesa e o lançamento de um exercício nesta nova dimensão de cooperação entre as duas margens do Mediterrâneo a realizar-se em Lisboa.

Os governantes reafirmaram na declaração final do encontro que a “Iniciativa 5+5 Defesa” mantém-se como um pilar fundamental da parceria estratégica entre os países das costas norte e sul do Mediterrâneo Ocidental, baseada na “confiança mútua, no diálogo e na compreensão”, constituindo um fórum de discussão único e um instrumento preferencial para a condução de atividades de cooperação concretas.

Os membros da “Iniciativa” refirmaram o seu interesse mútuo em promover a troca de informações e conhecimentos no âmbito da segurança e defesa, em respostas a ameaças e riscos comuns, bem como sublinharam o interesse em reforçar a sua cooperação no âmbito da segurança marítima e aérea.

Participaram na reunião a Argélia, França, Itália, Líbia, Malta, Mauritânia, Marrocos, Portugal, Espanha e Tunísia. A presidência da “Iniciativa” foi entregue a Itália, que irá exercer o mandato de um ano.

A "Iniciativa 5+5 Defesa” foi lançada em dezembro de 2004 com o objetivo de desenvolver medidas concretas de cooperação entre os países do Mediterrâneo Ocidental, de modo a criar e manter um clima de confiança e de franca colaboração entre os seus membros, procurando dar um contributo significativo para soluções que respondam a preocupações comuns na área da segurança e defesa.

Atualizado em: 22-01-2018 14:47 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer