Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
2. º aniversário do HFAR: "O Centro Nevrálgico do Sistema de Saúde Militar" 
 
 
No segundo aniversário do HFAR, o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas frisou a importância crescente do hospital na prestação de cuidados de saúde à família militar.
   

O Ministro da Defesa, Azeredo Lopes, presidiu na passada segunda-feira à cerimónia comemorativa do Dia do Hospital das Forças Armadas (HFAR) no Campus de Saúde Militar, sediada no Lumiar. Na celebração do segundo aniversário do HFAR, marcou também presença o Chefe de Estado-Maior da Força Aérea, Chefe de Estado-Maior do Exército e o Vice-chefe de Estado-Maior da Armada.

Na sua alocução, o Diretor do HFAR, o Contra-Almirante José de Albuquerque e Sousa, enalteceu a importância do caminho trilhado nos dois anos de existência, garantindo os “cuidados médicos diferenciados aos militares, à família militar e aos deficientes das Forças Armadas”, e assegurou o empenho pessoal e da sua equipa para que “se alcance em pleno o superior desiderato de fazer com que o Hospital das Forças Armadas se afirme efetivamente como nódulo focal do sistema de saúde militar”.

Por sua vez, para o Chefe de Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), General Artur Pina Monteiro, o HFAR configura-se já como “o centro nevrálgico do sistema de saúde militar”, pela importância que assume na prestação de cuidados de saúde aos militares, assim como pelo papel que desenvolve como “elemento de retaguarda” na componente operacional do sistema de forças.

Naquele que definiu como “um novo tempo na saúde militar”, Pina Monteiro elogiou a “rentabilização de recursos” e “valorização de sinergias” na procura de cuidados de saúde diferenciados e, ainda, “o aumento da sua capacidade operacional, seja pelo contributo direto dos seus quadros através da integração em forças, seja através das responsabilidades de formação e treino que lhe estão atribuídas”. Para o futuro, o CEMFGA delimitou a necessidade de reforçar “o capital humano, militar e civil” da estrutura orgânica do hospital.

A cerimónia contou, ainda, com uma conferência do Doutor Américo Dinis Gama que partilhou com uma audiência repleta a sua experiência enquanto oficial médico durante a guerra em Moçambique e terminou com a imposição de condecorações a militares e civis que integram os quadros do HFAR. O Ministro da Defesa pôde posteriormente visitar as mais recentes instalações do hospital, que tem vindo a alargar as unidades de intervenção e as especialidades que congrega.

Atualizado em: 15-06-2016 16:59 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer