Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
101 anos de La Lys: Primeira Guerra Mundial deixou lastro profundo 
 
 
O Ministro esteve este sábado em Richebourg e em La Couture para uma homenagem aos soldados portugueses que tombaram na Grande Guerra

O Ministro esteve este sábado em Richebourg e em La Couture para uma homenagem aos soldados portugueses que tombaram na Grande Guerra, na cerimónia que assinalou os 101 anos da Batalha de La Lys.

Perante a coragem, o sacrifício e a morte, todas as palavras dos vivos não têm o mesmo sentido que costumamos atribuir, disse o Ministro da Defesa Nacional, junto ao monumento de La Couture, após a cerimónia militar no Cemitério português de Richebourg.

Agradeceu aos presentes, às autoridades locais e à comunidade pela ajuda na perpetuação do dever de preservação da memória. Nesta homenagem sentida aos combatentes portugueses mortos em La Lys, considerou que foi igualmente recordado um momento da história que merece continuar a ser pensado e discutido para que a tragédia não se repita na nossa Europa, na nossa casa comum.

“La Lys e a Primeira Guerra Mundial é algo que deixou lastro profundo, que ainda hoje se faz sentir e se vai construindo”, observou, por isso, este é um tempo para homenagear as relações entre Portugal e França, assente na amizade e numa aliança por uma Europa de paz, onde não há espaço para o ódio.​

 

Atualizado em: 08-05-2019 23:24 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer