Saltar para o conteúdo principal
HOME
ATUALIDADE
MULTIMÉDIA
LIGAÇÕES
RESERVADO
INSTITUCIONAL
“Missão cumprida!” Portugal entrega os últimos F-16 à Roménia 
 
 
O Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, esteve presente na cerimónia de entrega dos últimos três F-16 à Roménia, na Base Aérea Nº5, em Monte Real

O Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, esteve presente na cerimónia de entrega dos últimos três F-16 à Roménia, na Base Aérea Nº5, em Monte Real.

Os últimos três de doze caças F-16 vendidos à Força Aérea da Roménia foram entregues, esta quarta-feira, 27 de setembro, numa cerimónia na Base Aérea Nº5 (BA5) de Monte Real, Leiria, com a presença do Secretário de Estado da Defesa, Marcos Perestrello, e o Secretário de Estado da Defesa da Roménia, Mircea Dusa.

Com o sentimento de “missão cumprida”, Marcos Perestrello enfatizou o papel desempenhado pela Força Aérea Portuguesa e pela Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional neste processo “de enorme exigência e complexidade”, como o “esforço correspondido por parte da Força Aérea romena permitiu-nos estar aqui hoje”, destacou o Secretário de Estado.

“A alienação destas aeronaves seguiu um modelo pioneiro na Defesa Nacional em Portugal, porque agregou um conjunto completo de serviços com o objetivo de atribuir a outra nação, em particular à Roménia, uma capacidade reforçada ao nível dos mais elevados padrões NATO”, declarou o secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, durante a sua intervenção.

A indústria nacional, particularmente a OGMA, que esteve envolvida no projeto, também foi referida por Marcos Perestrello: “a Defesa Nacional continua a contar, com esta, para projetos futuros, tanto que, me parece estar a demonstrar a capacidade portuguesa de ter um cluster aeronáutico em Portugal e o contributo muito decisivo que esse cluster dá hoje, e que pode dar ainda com maior intensidade para o desenvolvimento da economia portuguesa”.

Sobre o programa de aquisição destas aeronaves, o secretário de Estado da Defesa romeno, Mircea Dusa, referiu que “representou um passo importante para completar a capacidade operacional da Força Aérea romena” e que tem “uma importância estratégica não só a nível nacional, mas ao nível regional”. Para Dusa, “os passos idealizados no início do projeto foram seguidos tal como planeado. O contrato intergovernamental romeno e português representou um modelo de cooperação eficiente, profissional, transparente, trazendo benefícios importantes para os nossos países”, e que “não acaba hoje, porque a cooperação entre o Exército romeno e o português é uma cooperação especial”.

Destaca-se que as aeronaves foram transformadas para a versão romena e submetidas a um rigoroso programa de modernização, inspeções e ações de manutenção conduzidas pela Força Aérea Portuguesa, e que foram formados, na BA5, mais de 70 militares romenos, um total de 1400 horas de voo para pilotos e 75,000 para serviços de manutenção.

Atualizado em: 30-10-2017 15:29 
QUEM SOMOS CONTACTOS MAPA DO SITIO
Desenvolvido por ATASA, Centro de Dados da Defesa/SG/MDN @ 2012 Defesa Nacional - Optimizado para Internet Explorer